Retrato Rio Teste Topo
03/03/2015

Rio ganha uma nova Sala Cecília Meirelles

A Sala completa 50 anos de existência

Reforma da Sala Cecília Meirelles | 2015

Nova Sala Cecília Meirelles | 2015

Nova Sala Cecília Meirelles | 2015

A nova Sala Cecília Meireles, reaberta depois de quase quatro anos de reforma, não só passou a oferecer ao público muito mais conforto e qualidade sonora, como ampliou de forma significativa a oferta musical. Dirigida por João Carlos Ripper, a Sala completa 50 anos de existência abrindo suas portas para a boa música popular, instrumental ou cantada, e até mesmo o jazz, com seis novas séries: Música de Câmara, Orquestras, Ópera na Sala, Piano Master, Recitais de Guiomar e Sala Jazz.

'O novo projeto acústico torna o palco ainda mais apto para receber diferentes tipos de apresentação, além de possibilitar o uso simultâneo da Sala Cecília Meireles e do Espaço Guiomar Novaes', ressalta Ripper, que elaborou uma programação eclética e diversa, contemplando quatro séculos na interpretação de excelentes solistas, grupos de câmara e orquestras.

Nos meses de janeiro e fevereiro, Ripper optou por uma programação especial de verão, voltada para a música instrumental. 'Gostaria de ressaltar a importância dos novos espaços abertos, que, a partir da reforma, ampliam ainda mais a importância da Sala como centro difusor de música no Rio de Janeiro, associado ao seu permanente trabalho educativo e sócio-cultural', define o diretor da Sala.








STES
RODAPE SITE1
retratorio

© Retrato Rio. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Rique Botelho