Retrato Rio
04/01/2015 (Atualizada em 04/01/2015)

Morre mãe da atriz Isadora Ribeiro

Minha mamãe faleceu depois de 40 dias de UTI e 10 dias tentando se restabelecer no quarto, ela não resistiu. Orei muito e fiquei com ela quase esse tempo todo, disse a atriz em seu Facebook.

Postagem da atriz lamentando a morte de sua mãe | Reprodução Facebook

O ano não começou nada bem para a atriz Isadora Ribeiro, que usou suas redes sociais no inicio da noite deste domingo (04.01) para lamentar a perda de sua mãe, internada há mais de dois meses por uma série de problemas de saúde. 

Abaixo, você confere o texto da atriz, lamentando a morte de sua mãe:

Sim, minha mamãe faleceu depois de 40 dias de uti e 10 tentando se restabelecer no quarto, ela não resistiu. Orei muito e fiquei com ela quase esse tempo todo, clamei por orações e boas energias e recebi de cada um aqui que gosta de mim, muito obrigada! Foi embora junto com ela a esperança de ainda vê-la saudável, vibrava a cada melhora, começou com uma meningite que os médicos demoraram 4 dias pra diagnosticar, por ter ficado muito tempo em uti contraiu várias infecções causadas por bactérias tiranas, algumas com nomes tão feios que nem lembro, outras mais fácil de memorizar como kpc e sepsis. Depois que foi para o quarto ja estava sem respirador mecânico, mas continuava precisando de atenção, aí uma bactéria maldita chamada harmonia arrancou minha mãezinha de mim, e o que eu mais temia aconteceu! Perdi meu amado papai á apenas 18 meses e agora minha mãezinha também foi arrancada de nós! Dona Helena minha mamãe, minha melhor amiga, protetora, doce, que a vida inteira me ajudou em todos os momentos, extremamente boa e generosa, nunca julgou nenhum ser humano, ajudava a todos, de todas as formas e todos que a conheceram a amavam de verdade! Não tenho e não gosto do sentimento de autocomiseração, mas aqui dentro dói muito! Vou amar e lembrar da senhora todos os dias da minha vida mãezinha!! minha rainha!! meu tesouro!! mãezinha, muito, muito amada, muito obrigada por tudo mãezinha sempre a elogiei, durante todo o nosso convívio de mãe e filha, e nesse tempo que a visitava na uti, eu cantava pra ela e fazia carinho nos seus cabelos, nesses intervalos de cantos e orações eu pedia pra ela ter força, reforçando o que falei toda a vida, do quanto a amava e o quanto ela era importante pra mim, pra nós minhas irmãzinhas que que também não saiam do lado dela, falando o quanto eu era sortuda de ter uma mãezinha tão linda, tão maravilhosa, de uma sabedoria impar, com o seu exemplo aprendi a ser uma mãe dedicada e amorosa, a ser honesta, ter compaixão por todos, justa, carinhosa com as pessoas do meu convívio, amar cordialmente e incondicionalmente, aprendi a ser digna sem ser soberba, é a sabedoria que ela me deixou de herança que vou continuar exercitando com as minhas filhas, irmãs, sobrinhos, parentes e todos vocês amigos!








RODAPE SITE1

© Retrato Rio. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Rique Botelho