Retrato Rio Teste Topo
10/04/2017

Casa de Baco: Novo espaço cultural na Lapa

Espaço abrigará espetáculos teatrais, infantis, oficinas, dança e shows

Alice Steinbruck e Sandro Rabello | Foto: Divulgação

Abrir um espaço cultural por si só já é um mérito. Abrir um espaço cultural sem nenhum tipo de patrocínio e no meio de uma crise financeira que atinge todo o país é um ato de resistência e algo no mínimo inusitado. O sonho de ter um espaço próprio, onde se possa criar, ousar e apresentar espetáculos de qualidade artística para o público foi o que motivou os produtores Alice Steinbruck e Sandro Rabello a encarar esse desfio. A dupla se inspirou em espaços alternativos que existem na Praça Roosevelt, em São Paulo, além de locais como o teatro Buffes du Nord (França), o La Mamma (Nova Iorque) para chegarem ao modelo da CASA DE BACO, espaço cultural que será inaugurado no próximo dia 7 de abril, na Rua da Lapa, bairro da boemia carioca e com forte identidade cultural do Rio de Janeiro. Por coincidência, ou por ironia dos deuses do teatro, a Casa de Baco abriga acima dela o Instituto do Ator, dirigido por Celina Sodré e instalado no prédio desde 2008. 

Além de um palco multiuso que pode abrigar de 30 a 200 pessoas confortavelmente, com diversos formatos para apresentações teatrais ou musicais. No espaço funcionará, durante a manhã, um café que, à noite, dará vez a um bar que promete movimentar a já diversificada vida noturna da Lapa. Esta foi uma das formas que os proprietários encontraram para gerar renda, assim como a utilização do espaço durante o dia para oficinas, ensaios e cursos. 

- Queremos fazer da Casa de Baco um ponto de encontro de artistas e frequentadores da Lapa. Um espaço onde possam assistir uma boa programação cultural e ainda tomar um drink com os amigos – diz Alice.

A casa abre com uma extensa programação que inclui peça teatral no horário nobre, espetáculo infantil aos finais de semana, além de shows às quintas-feiras, dança e oficinas. A seleção das atrações é feita como um critério bem simples e muito alinhado com a origem do próprio espaço.
 
- Nossa curadoria está priorizando projetos de grupos teatrais que tenham um trabalho estabelecido, mas geralmente não têm patrocinio e não conseguem apresentar seus trabalhos. O Rio de Janeiro precisa que esses pequenos espaços se multipliquem pela cidade – Afirma Sandro Rabello.

Em abril, o espetáculo “Imagina Esse Palco Que Se Mexe”, dirigido por Moacir Chaves, ficará no horário nobre de sexta a domingo às 19h30 até o dia 30 de abril.  Entre os dias 15 e 30 de abril, o espetáculo infantil “Flores D’Água”, dirigido por Anderson Barreto, se apresenta aos sábados e domingo às 16h. O ator Jefferson Almeida inaugura os shows na Casa de Baco no dia 13 de abril, 21h, com o show “Eu e a Água”, onde recebe convidados como Beatriz Rabello, Lilian Valeska, Flávia Santana e Gabi Porto. No dia 20, 21h, quem sobe ao palco é a atriz e cantora Blackyva, que vem chamando a atenção por suas performances combativas e letras que fazem a sociedade pensar.

O mês de abril encerra a apresentação com a atriz e cantora Izabella Bicalho no dia 27, 21h. Às segundas feiras serão dedicadas às oficinas. No dia 10 de abril inicia a Prática e Teoria Musical para teatro com Marcabru Aiara. As aulas acontecem de 16h às 17h. Já às terças-feiras, o público pode conferir gratuitamente a gafieira Pé de Louro.







STES shop2gether
RODAPE SITE1
retratorio

© Retrato Rio. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Rique Botelho