Retrato Rio Teste Topo
27/11/2015 (Atualizada em 29/11/2015)

Claudia Ohana na peça 'A voz Humana'

No espetáculo, uma comédia dramática, uma que mulher ama verdadeiramente um homem, que lhe mente e lhe foge por entre os dedos.

Claudia Ohana | Foto: Pino Gomes

Claudia Ohana, a atriz carioca de nascença e alma, não se importa muito com que falam sobre ela, pois acredita que estar na casa dos 50 é se sentir velha – em números -, mas com liberdade de jovem para fazer tudo que lhe agrade. Com uma trajetória de sucesso na carreira, o momento dela hoje é o palco.

A peça “A voz Humana” conta a história de uma mulher que se desespera durante o telefonema de despedida de seu amante, que irá casar com outra. 

Com duração de 50 minutos, a história mergulha no sofrimento e dor causada por uma ruptura na relação amorosa, levantando a questão de até onde somos capazes de chegar por um amor ou desamor. Ao ser perguntada, a atriz confirma que não fez loucuras para conquistar alguém, no máximo aquele pedido para voltar.

Com a direção de José Lavigne, que optou por um cenário com a instalação do artista plástico Edgar Duvivier, iluminação de Felipe Lourenço, visagismo de Pino Gomes e figurinos de Carla Garan. A equipe conseguiu trazer para a montagem, uma beleza plástica que transforma toda a dor, sofrimento e sangue do texto, em algo belo aos olhos.

SERVIÇOS:
Teatro Clara Nunes
Temporada de 21 de novembro a 20 de dezembro
Sábado às 19h e domingo às 18h
Ingressos R$ 50,00 (inteira)
Classificação: 14 anos
Duração: 50 minutos
Rua Marques de São Vicente, 52/3º - Tel. 2274-9696 – Shopping da Gávea








STES
RODAPE SITE1
retratorio

© Retrato Rio. Todos os direitos reservados

Desenvolvido por Rique Botelho